logo misa

Promovendo a Liberdade de Expressão na África Austral

radiopaxDesconhecidos roubaram, na madrugada desta quinta-feira (07.07.2022), na cidade da Beira, Província de Sofala, o equipamento informático da Rádio Pax.

Trata-se der um total de seis computadores, dos quais cinco de mesa e um portátil, incluindo uma impressora, instalados na redacção e no sector administrativo da emissora. Igualmente retiraram um valor monetário correspondente a quatro mil e quinhentos meticais.

Segundo o Director da Rádio, José Suade, desconhecem-se os autores e as circunstâncias do roubo, adiantando que tal ocorreu quando este gozava as suas férias no distrito de Mussorize, em Sofala.

O gestor da rádio afirma que o furto, já comunicado às autoridades policiais, está a limitar o funcionamento da rádio. “Neste momento, a redacção está a funcionar com meios alternativos. É muito estranho que isto aconteça numa altura em que a nossa rádio estava a registar um crescimento assinalável em todos os aspectos”, afirmou José Suade.

Este é o segundo roubo de equipamento registado na rádio Pax, em menos de um ano. No primeiro semestre do ano em curso, desapareceu em circunstâncias estranhas um computador de mesa. O facto foi comunicado à Procuradoria Provincial de Sofala, mas nunca foi esclarecido.

 

Posicionamento

O MISA-Moçambique repudia este e qualquer acto de roubo de equipamento e de recursos financeiros deste e de qualquer órgão de comunicação social. Para o MISA, o furto de bens e recursos dos órgãos de comunicação social interfere no pleno funcionamento dos media, ao reduzir a sua capacidade de produção e difusão de conteúdos jornalísticos, privando, assim, os cidadãos do exercício do direito à informação.

O MISA considera que, independentemente das motivações por trás deste acto, o furto de bens da rádio constitui uma ameaça à edificação do Estado de Direito Democrático, constitucionalmente consagrado na República de Moçambique.

O MISA reitera, por isso, o seu apelo às autoridades governamentais em Sofala, no sentido de tudo fazerem para o esclarecimento deste e outros casos de furto à rádio Pax, como forma impedir que cenários similares voltem a acontecer.

 

Maputo, 09 de Julho de 2022

 

Com o apoio de:

igual partnercesc partnercesc partnercesc partnercesc partnercesc partner